Sem categoria

“Mantenho-me firme e com esperança no futuro do Varzim”

O Salão de Ouro do Casino da Póvoa acolheu, no dia 23 de Abril, o Jantar de Encerramento do 103.º aniversário do Varzim Sport Club. Mais de duas centenas de pessoas estiveram reunidas num noite de emoções distintas e que serviu para o Clube homenagear os associados que, em 2018, celebraram 50 e 25 anos de filiação.

Com palavras simples mas sentidas, o presidente do Varzim, Pedro Faria dirigiu-se aos presentes, assumindo o “misto” de sentimentos que o invadia naquele dia com a importante vitória do Varzim frente ao Porto B, mas também marcado pela despedida do treinador da Formação, Luís Monteiro que foi a sepultar nessa tarde, vítima de doença prolongada.

E, no âmbito do trabalho que tem vindo a desenvolver no Clube, afirmou: “Estou com vontade de continuar e mantenho-me firme. Acredito que o Varzim vai comemorar muitos mais anos de vida”.

A sessão de discursos foi aberta por João Mariz, Presidente da Assembleia Geral, que primou por uma mensagem de gratidão e de reconhecimento para todos os que dedicam a sua vida ao Varzim, fazendo depois um alerta para a “campanha feroz que vamos assistindo para denegrir na praça pública a imagem dos dirigentes do Clube” e recordando “o esforço enorme que tem vindo a ser feito, nos último sete anos, para o saneamento financeiro do Varzim que esteve a um passo de fechar”. João Mariz vincou também a fase decisiva em que o Clube se encontra e exige organização interna, equilíbrio, ponderação e, acima de tudo, rigor e transparência” e fez um apelo aos sócios: “Cerrem fileiras com os dirigentes em torno da equipa nesta recta final do campeonato”.

Em representação da Câmara Municipal da Póvoa, Luís Diamantino discurso num tom familiar, reforçando a mensagem de que o Varzim “precisa de varzinistas não só quando ganha, mas acima de tudo quando perde”. O vice-presidente da autarquia referiu-se em jeito de agradecimento a Pedro Faria: “Eu estou grato à direcção porque, num momento crucial, chegou-se à frente e atirou a boia – qual Cego do Maio – para salvar o Varzim”. E deixou alguns apontamentos para o futuro como uma maior aproximação aos sócios e a aposta na Formação.

Pedro Proença, presidente da Liga Portugal, Hermínio Loureiro, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Lourenço Pinto, presidente da Associação de Futebol do Porto, estiveram igualmente presentes neste evento.

Com a habitual apresentação do jornalista poveiro Pedro Azevedo, o Jantar serviu também para a Direcção do Varzim homenagear dois sócios e importantes colaboradores do Clube, Mário Cruz (Oficial de Ligação ao Adepto) e Santos Martins.

 

“Mantenho-me firme e com esperança no futuro do Varzim”
Comentários

The Latest

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Todos os Direitos Reservados © 2014 - Desenvolvido por Miguel Moleiro

Topo