Formação

Formação: comentários aos jogos dos treinadores

Depois de mais um fim-de-semana competitivo na nossa Formação, importa saber o que os treinadores dos escalões principais têm a dizer sobre os jogos realizados pelas suas equipas.

João Mota, na estreia no comando dos Juniores, sofreu uma derrota pesada em Braga (5-1) e Francisco Tobias, viu a sua equipa perder pela segunda vez consecutiva, desta feita, em casa do Feirense por 2-1.

Já a equipa principal dos Iniciados, orientada por António Oliveira, estreou-se na 1.ª Divisão Distrital com uma goleada ao Macieira da Maia (7-0) e os Infantis A do treinador António Cacheira iniciaram a competição no Campeonato da 1.ª Divisão, com uma vitória sobre o FC Porto, por 5 – 4.

JUNIORES – NACIONAL

motinha

João Mota
Treinador principal

Braga 5 x 1 Varzim

«Acho que na primeira parte conseguimos repartir o jogo, isto é, eles tiveram muita posse de bola, mas não criaram nenhuma oportunidade flagrante de golo. Em contrapartida, nós tivemos duas situações em que estivemos na cara do guarda-redes e não conseguimos marcar. Infelizmente em duas bolas paradas sofremos os golos.
Na segunda parte sofremos mais um golo muito cedo e, quando se pensava que íamos atirar com a toalha ao chão, conseguimos marcar e tivemos dez minutos em que estivemos próximos de reduzir. Depois tivemos uma expulsão e sofremos mais dois golos de bola parada.
Foi importante para tirarmos muitas ilações contra uma equipa que, actualmente, é segunda classificada e que de facto tem boa equipa mas não podemos sofrer tantos golos de bola parada.»

Varzim x Porto

«Quanto ao próximo jogo contra o Porto, vamos procurar fazer um bom jogo e tentar fazer de tudo para que se consiga um bom resultado.»

JUVENIS – NACIONAL

tobias trocado

Francisco Tobias
Treinador principal

Feirense 2 x 1 Varzim

«No seguimento do que tinha acontecido na semana anterior, este jogo teve história semelhante. Antes de apontarmos o dedo a quem quer que seja, temos de apontar o dedo a nós próprios. Não ganhamos o jogo, porque não fomos devidamente competentes. Uma grande equipa tinha ganho este jogo. Nós, neste momento, não o somos. Os meus jogadores se quiserem mais, têm de fazer mais. O culpado sou eu, pois tudo o que a equipa faz nos jogos é o reflexo do meu trabalho durante a semana. Quem não mata morre e nós morremos duas vezes seguidas nos últimos instantes dos jogos, quando tivemos possibilidades de fazer um resultado diferente.»

Varzim x Sanjoanense

«O estado anímico da equipa não é o melhor, mas vamos insistir até conseguir. Neste campeonato, a confiança e a moral ajudam bastante e nós actualmente não temos isso. Estamos a passar um momento dificil e vamos procurar dar a volta por cima. O adversário vai apresentar-se moralizado, depois da vitória alcançada na jornada anterior.»

INICIADOS – 1.ª DIVISÃO DISTRITAL

toni

António Oliveira
Treinador principal

Varzim 7 x 0 Macieira da Maia

«O primeiro jogo de um Campeonato traz sempre alguma ansiedade aos jogadores, o que neste caso é positivo, pois verificou-se que estes atletas estavam com uma enorme vontade de jogar e vencer. Já conhecíamos a equipa adversária, o que facilitou a preparação para o jogo. Tínhamos a consciência da nossa superioridade, mas também sabíamos que não podíamos deixar o Macieira da Maia acreditar que podia surpreender. A equipa conseguiu encostar o adversário perto da sua baliza desde o primeiro minuto de jogo, criando inúmeras situações de golo que não se vieram a concretizar até aos 15 minutos. O primeiro golo deu serenidade à equipa e disparámos para um jogo bem conseguido, tanto pelo caudal ofensivo criado como pela segurança defensiva. Nunca deixamos de respeitar o adversário e mantivemos a concentração e o empenho até ao final do encontro, razões pelas quais a equipa técnica tem de se orgulhar. Acredito que tenha sido um jogo agradável para o público presente e é nesta toada de qualidade de jogo, aliada a resultados positivos que queremos progredir.»

FC Foz x Varzim SC

«O conhecimento que temos das outras equipas é praticamente nulo, contudo pelo histórico das mesmas e pela metodologia aplicada na formação dos vários clubes conseguimos fazer uma previsão do que poderá ser o estilo de jogo adoptado pelos adversários. O FC Foz é um clube que procura implementar uma forma de jogo cuidada, normalmente um jogo de posse de bola, dispondo para isso de qualidade individual nos seus plantéis. Tal como fizemos no primeiro encontro, cabe-nos assumir o controlo do jogo desde o primeiro minuto e materializar em golos a superioridade que esperamos ter. Apesar do resultado avultado na primeira jornada, temos a noção de que as dificuldades vão acabar por aparecer mais cedo ou mais tarde, contra equipas com valor para o fazer. Temos uma ambição enorme e sabemos para onde queremos ir, contudo os pés mantém-se bem assentes na terra à espera de superar todas as adversidades que nos colocarem.»

INFANTIS – 1.ª DIVISÃO

antonio cacheira

António Cacheira
Treinador principal

Porto 4 x 5 Varzim

«Foi um excelente jogo de futebol. Não é todos os dias que vemos um jogo destes com nove golos. A nossa equipa teve um comportamento muito bom, principalmente, nas manobras ofensivas. Já em termos defensivos as coisas não estiveram tão bem, porque pelo menos dois dos golos que sofremos foram devido a erros infantis.São falhas próprias da idade e que, com o tempo se vai corrigindo e vão desaparecendo. No geral, o Varzim foi sempre mais forte do que o Porto. Independentemente do resultado ter-se mantido equilibrado, a nossa equipa dominou mais o jogo. Fomos superiores ao Porto em todos os domínios, à excepção dos erros defensivos nesses dois golos. Dois dos quatro golos do Porto foram oferecidos por nós. Enquanto que os cinco que marcámos foram totalmente por mérito nosso.
Para primeiro jogo estou muito satisfeito com o trabalho e com o comportamento dos meninos, mas tenho consciência de que eles têm competência e qualidade para produzir mais e melhor e é nesse sentido que vamos continuar a trabalhar.»

Varzim x Folgosa Maia

«O nosso próximo adversário, o Folgosa da Maia também ganhou 4 – 0 ao Canidelo. Nós não sabemos se esse resultado aconteceu porque o Folgosa é uma grande equipa ou se porque a equipa do Canidelo é fraca. Só ao final da primeira volta é que podemos ter uma identificação correcta dos adversários. Enquanto não a tivermos, temos que encarar o jogo como sendo contra um adversário forte. De qualquer forma, se tudo correr normalmente, penso que temos todas as condições para vencermos o jogo.»

 

 

Comentários

The Latest

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Todos os Direitos Reservados © 2014 - Desenvolvido por Miguel Moleiro

Topo