Comunicado

14 de Maio de 2022

𝗖𝗢𝗠𝗨𝗡𝗜𝗖𝗔𝗗𝗢
 
O Varzim Sport Club SDUQ vem por este meio comunicar publicamente que o jogo entre o Varzim e o Mafra a contar para a 34ª jornada da Liga SABSEG, esteve em risco de não se realizar, por falta de policiamento.
Efetivamente, a Direção do Varzim Sport Club decidiu, num primeiro momento, não fazer o pagamento do policiamento do jogo à PSP, por considerar que o valor exigido é uma verdadeira exorbitância e totalmente descabido face às características do evento, que envolve um adversário que não terá, praticamente, adeptos presentes.
Este não é um caso virgem já que, na presente época desportiva, a PSP tem pautado a sua postura pela cobrança de valores claramente acima do que era habitual e do que seria razoável, sem ter em consideração os argumentos apresentados pelo Varzim, que vem contestando esse comportamento. Acresce qua ainda se dá ao desplante de, após a realização dos jogos, enviar frequentemente notas de débito agravando ainda mais a fatura paga, numa clara atitude de prepotência, contra a qual o Varzim pouco ou nada pode fazer.
Veja-se, a título ilustrativo, alguns dos valores cobrados pela PSP:
Rio Ave – €2.608,30
Leixões – €4.603,69
Casa Pia – €2.214,32
Covilhã – €2.203,91
Mafra – €5.725,81 (acrescido de nota de débito adicional a receber na próxima semana)
É bastante evidente que os valores em causa são extremamente elevados, ao ponto de tornar menos dispendiosa a realização dos jogos fora, com deslocação e estadia de toda a comitiva num hotel.
Não se entende porque razão mais do que duplica o valor cobrado (já de si elevado) nos jogos com Casa Pia e Covilhã (este sim, um adversário direto do Varzim).
O valor exigido para o jogo com o Mafra é totalmente despropositado, independentemente do elevado número de adeptos presentes, que serão quase exclusivamente do Varzim, e cujo comportamento até a data nunca foi marcado por qualquer tipo de ato de violência que justifique a presença de tão elevado número de agentes.
Não obstante este enquadramento claramente penalizador para o Varzim e para o futebol, a Direção do Varzim entendeu proceder ao pagamento do policiamento do jogo com o Mafra, de forma a evitar pôr em causa a realização do mesmo. Entendeu igualmente denunciar publicamente esta situação e dar conhecimento da mesma à Liga de Clubes, a quem solicitará uma intervenção tendente a acabar com estas situações abusivas e penalizadoras dos clubes e do futebol.
 
Varzim Sport Club
A Direção

MAIS NOTÍCIAS