Clube

Processo “Keaton Parks”

A Varzim Sport Club – Futebol, Sduq. Lda. foi hoje notificada da decisão proferida pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) na acção relativa ao Jogador Keaton Alexander Parks.
Ao contrário do que o Jogador alegou, o TAD deu como provado que o Jogador recebeu a totalidade das retribuições mensais acordadas, na forma devida e ainda que o Jogador nunca esteve à margem do plantel, nem sequer em condições diferenciadas dos demais colegas até finais de Dezembro de 2016.
Porém, o TAD entendeu que a falta de utilização do Jogador pelo Varzim entre 22 de Dezembro de 2016 e 01 de Fevereiro de 2017 não foi devida a questões técnicas ou médicas, interpretou-a como forma de retaliação ao malogro de negociações tendentes à transferência do Jogador, e considerou apenas por isso que havia justa causa de rescisão, para efeitos desportivos.
O Clube não concorda, de maneira nenhuma, com o decidido pelo TAD, porque entende que tal não se passou assim e que nunca teve nenhum comportamento que desse ao Jogador o direito de rescindir contrato, com justa causa.
No entanto, o Clube tem de se conformar e respeitar a decisão proferida pelo TAD, que permite – a partir de agora – a inscrição do Jogador por Clube terceiro.
Por fim, fica a nota que toda esta luta foi travada em prol dos superiores interesses do Clube, nos meios e locais próprios contra interesses poderosos, como fará sempre que esteja convicto da sua razão, intransigentemente.

Póvoa de Varzim, 03 de Agosto de 2017
O Presidente,
Pedro Faria

Clique para comentar

Últimas Noticias

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Todos os Direitos Reservados © 2015 - Desenvolvido por Miguel Moleiro

Topo